Ciclos de reprodução

Categoria: Saúde

Autor(a): Rachel Borges Ribeiro | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas | 19/08/2013 - 15:30

Conheça um pouco mais sobre as gatinhas
Foto: Divulgação Ciclos de Reprodução

Foto: Divulgação Ciclos de Reprodução

O aparelho sexual da gata é composto de ligamento suspensor do ovário, tuba uterina, ovários, corno uterino, corpo do útero, cervix, vagina e vulva. Mesmo com grande semelhança ao aparelho sexual dos primatas, não ocorre o típico sangramento em determinado momento do ciclo reprodutivo.
Gatas são animais poliéstricos estacionais, pois, em seu período reprodutivo, apresentam vários cios - estacionais porque sua atividade sexual anual não é contínua. A fase de reprodução está relacionada à duração da iluminação, por isto as gatas podem apresentar cio constante no interior de apartamentos.
Geralmente o primeiro cio acontece quando a gata atinge os sete meses de idade, com um peso entre 2,3 e 2,5 kg. As raças de pelo longo costumam ter o cio mais tarde. Não é indicado que as fêmeas cruzem no primeiro cio, o ideal é que isso aconteça por volta dos 16 ou 18 meses. O ciclo reprodutivo segue até 13 anos, sendo que com o passar do tempo a numeração das ninhadas diminui.
O ciclo reprodutivo da gata dura de 14 a 28 dias, com intervalos de seis semanas, sendo dividido em quatro fases distintas: o proestro possui duração de 1 a 4 dias, é a fase em que ocorre a maturação folicular.
No estro (cio) a duração varia de 4 a 10 dias e a gata possui ovulação induzida, ou seja, só ovula quando cruza com o macho que estimula a liberação do LH e, não ocorrendo o cruzamento, a gata volta ao proestro após 21 dias.
Ocorrendo o cruzamento, a gata entra na fase de metaestro, quando a ovulação segue para gestação, durando de 63 a 68 dias. Cuidados devem ser observados se o macho cruzar e for estéril, pois a gata pode apresentar uma pseudogestação e esta evoluir para quadros patológicos.
Finalizando o ciclo, o anestro é considerado o período de descanso entre cios, variando de acordo com o ambiente.
Gatas possuem alteração em sua fertilidade quando apresentam problemas hormonais, obesidade, infecções variadas e estresse, porém um ultrassom e uma citologia vaginal podem ser realizados, para identificar se está ocorrendo cio adequado. Em caso de alterações comportamentais e infertilidade é necessário procurar um médico veterinário imediatamente. Se o dono da gata preferir não reproduzi-la, a recomendação seria a castração a partir de cinco meses.


Rachel Borges Ribeiro, médica veterinária,
coordenadora da Clínica Pet Art, no Humaitá-RJ
vet.rachel@gmail.com
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.