10 curiosidades sobre gatos pretos que você precisa saber

Categoria: Felinos

Autor(a): Julio Mangussi | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co | Cidade: Campinas/SP | 04/09/2018 - 11:24

Famosos no Halloween, gatos pretos são repletos de particularidades. Conheça as curiosidades que envolvem esses felinos
Foto: Maya23K

Foto: Maya23K

Em outubro acontece o Halloween, a famosa festa das bruxas. Nesse período um animal se destaca dos demais: o gato preto. Vítima do preconceito, ele foi envolvido por misticismo e superstições durante séculos. Entre as lendas mais conhecidas está a que diz que o animal é símbolo de azar e mal agouro. Contudo, qualquer pessoa que tenha um pretinho em casa sabe muito bem que isso não condiz com a realidade.
Ainda assim, da mesma maneira que outros gatos, eles possuem suas particularidades. Por isso selecionamos alguns fatos curiosos sobre esses encantadores
bichanos, confira!


1 - Resistência felina


Foto: VladislavStarozhilov/ iStock.com

Cientistas acreditam que a coloração escura pode ter se desenvolvido para contribuir com a sobrevivência dos felinos. A escuridão da pelagem auxilia-os a se camuflarem. De 17 espécies de gatos, 11 evoluíram para ter a pelagem preta. Apesar de não ser comprovado, estima-se ainda que devido a modificação genética o bichano dessa cor seja mais resistente a algumas doenças, como a FIV, a Aids felina.

2 - Comportamento x preconceito

Assim como no Brasil, nos Estados Unidos, abrigos de animais convivem com uma triste realidade: os gatos pretos geralmente são os últimos a serem adotados.
Estudos recentes, contudo, apontam que as pessoas não percebem os felinos pretos como mais agressivos ou ariscos do que outros de cores distintas. Uma pesquisa com 1.274 donos de gatos indicou que os bicolores, pretos e brancos, são os mais agressivos, sendo os rajados mais dóceis.
Em outro estudo produzido na Universidade de Berkeley, os gatos pretos também foram avaliados como animais neutros. "Até agora há pouca evidência de que essas diferenças percebidas entre os gatos de cores diferentes realmente existam, mas há sérias repercussões para os gatos se as pessoas acreditarem que algumas cores de gato são mais amigáveis ​​do que outras", disse Mikel Delgado, principal autor da pesquisa e dourando de psicologia na Universidade de Berkeley, Estados Unidos.
Se 94,7 % dos entrevistados afirmam que o comportamento do pet influencia diretamente na decisão de qual animal adotar, por que, então, os bichanos escuros são deixados de lado? Simples: puro preconceito. Pesquisadores acreditam, inclusive, que talvez o comportamento não seja tão importante quanto as pessoas acham. Afinal, avaliar a personalidade de um pet pela sua pelagem não é um método infalível. Dessa maneira, já que tudo se resume à aparência, pode ser que, inconscientemente, as pessoas não achem os gatos pretos bons o suficiente. São séculos de discriminação e lendas criadas em torno desses animais.

3 - “Enferrujados”

Foto: szirtesi/ iStock.com

Os pretinhos nem sempre estão tão escuros e reluzentes como sapatos italianos. Ao decorrer do tempo, a pelagem pode ganhar uma tonalidade enferrujada, com aspecto avermelhado nas pontas dos pelos. Isso pode acontecer caso eles fiquem expostos durante muito tempo ao sol. Há, ainda, outro motivo: a deficiência nutricional. Basicamente, a cor dos pelos pretos está relacionada à presença do pigmento eumelanina, que requer a presença de dois aminoácidos, a tirosina e fenilalanina. Caso o consumo deles esteja deficiente a pelagem pode ficar avermelhada. Para aqueles que têm um gato preto e observaram tal coloração, indica-se procurar um veterinário para analisar a real causa.

4 - Charme grisalho


Foto: danil_1972/ iStock.com

Assim como os humanos morenos, os gatos podem ficar grisalhos à medida que envelhecem. Nos felinos pretos isso é ainda mais aparente. Trata-se de uma modificação natural e que todos os bichanos passam. Não há uma idade inicial, alguns felinos podem adquirir fios brancos e cinzas mais cedo do que outros. Ainda que ganhem os pelos claros, é improvável que o animal fique completamente cinza e, menos ainda, branco. Ou seja, continuará sendo preto, mas agora com o charme grisalho.

5 - Símbolo de boa sorte


Foto: Wikipedia

Em algumas culturas, o gato preto é visto como sinal de boa sorte e prosperidade. Os egípcios, famosos apaixonados por felinos, veneravam a deusa Bastet, representada por uma mulher com cabeça de gato, geralmente pintada em uma coloração escura.
Na Irlanda e na Inglaterra eles também são vistos de maneira positiva. Há uma superstição, inclusive, que diz que presentear os recém-casados com um gato preto traz boa sorte ao casamento.
No século XVII, o rei inglês Charles I gostava de contar com a companhia de um bichano dessa cor. Para ele, sua sorte estava liga- da ao animal, tanto que guardas vigiavam e protegiam o gato de qualquer acidente. O pet morreu e, logo depois, o monarca foi preso e executado.
No Japão também é possível encontrar as tradicionais estátuas felinas Maneki Neko na cor preta. Há ainda um cat cafe, na cidade de Himeji, que abriga apenas gatos dessa cor.

6 - Raça 100% preta


Foto: L. Johnson/ Gatil Caricature

Muitas raças felinas são admitidas com a pelagem completamente preta, como o British Shorthair, Maine Coon, Oriental, Persa, entre outras. Contudo, há uma que só pode ser encontrada nessa cor: o Bombaim. O felino, que surgiu em 1965, foi batizado com esse nome em homenagem à famosa cidade da Índia.
Sem criadores no Brasil, a raça foi idealizada para assemelhar-se à pantera negra indiana, com uma pelagem negra e olhos dourados.
O gato, que surgiu em 1965, é resultado da mistura de duas raças conhecidas do universo felino, o American Shorthair e o Burmês (saiba mais sobre a raça na edição 94, da Pulo do Gato).

7 - Preconceito secular

Na Idade Média, consolidou-se a ideia de que gatos pretos eram símbolos de azar e energias negativas. Acreditava-se que eles eram hospedeiros de espíritos do mal e que as bruxas tinham o poder de se transformar neles. Asso- ciados à bruxaria e magia negra, o papa Gregório IX redigiu, em 1227, um documento oficial que relatava que os gatos, principalmente os pretos, eram encarnações do diabo. Iniciou-se então uma verdadeira caçada aos felinos e milhares foram mortos ao longo dos anos.
Acredita-se que a peste negra tenha se alastrado pela grande população de ratos que se proliferou com a execução dos bichanos.

8 - Genética do gato preto


Foto: gatil Tao Bast

A coloração preta é muito importante na formação de muitas outras cores em gatos. O preto e o vermelho, por exemplo, são cores básicas e é a partir delas que surgem as demais cores existentes no universo felino, segundo explica Denise Locateli, do gatil Tao Bast, criadora de Exóticos e Persas. “Até gatos brancos podem gerar filhotes pretos, pois na verdade o gene W (white) apenas confere uma capa branca que cobre a cor verdadeira do manto, que pode ser preto”, explica. Desse modo, o gato chocolate, exemplifica Denise, nada mais é do que um gato preto que sob a ação de um gene mutante e recessivo, apresenta a pelagem marrom. “Se acasalado com uma gata que não possui esse gene especial que resulta em chocolate, o gato chocolate pode gerar filhotes pretos”, completa.
Agora, existem as exceções. Denise explica que um casal de gatos vermelhos nunca teria um filhote preto, assim como um casal de gatos que apresentem o gene diluidor de cores, que é recessivo. “Este gene transforma o preto em azul (cinza) e o chocolate em lilás, por exemplo.” Por ser recessivo, esse gene pode ficar escondido por muitas gerações, mas quando surge, o gato é um homozigoto, ou seja, não existe outra informação genética naquele exemplar que não a cor diluída. “Assim dois gatos azuis jamais terão filhotes pretos”, conclui.

9 - Meio tigrado meio preto


A marcação tabby (rajada), dada pelo gene Agouti, é outra característica relevante quando se trata de felinos pretos. Ela é geneticamente dominante, por isso, caso o felino preto a tenha, provavelmente se tornará em um bicha- no black (brown) tabby, que seria
um gato tigrado.
Em alguns animais pretos são observadas algumas sutis marcações tigradas, caso o gene agouti seja parcialmente reprimido. Quando o felino está em um local ensolarado, elas podem ser vistas na cauda, pernas ou aquele clássico “M” na cabeça. De acordo com Denise, dependendo do gato, esses detalhes podem mudar tanto sua aparência que a maioria das pessoas não percebe que se trata de um gato preto.

10 - Nomes para seu bichano


Preto, preta, pretinha. Nada disso! Saia do pretinho básico! Está pensando em ter um felino escuro ou acabou de adotar um? Veja opções de nomes para ele:
- Azeitona

-Cacau

- Coca

- Darth ou Vader
- Django
- Draco

- Edgar, do escritor Edgar Allan Poe

- Elvira

- Félix
- Gorila

- Luck

- Ônix

- Nero

- Ninja

- Salém

- Shoyu

- Sombra
- Morfeu
- Zorro



 
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.