Alergia ao pet: e agora?

03/07/2019 - 15:03

Entenda o que é possível fazer quando alguém da família é alérgico ao cão ou gato
Foto: Domepitipat/iStock.com

Foto: Domepitipat/iStock.com

Crianças expostas a gatos no início da vida apresentam menor risco de desenvolver asma, doença crônica que pode ou não ser desencadeada por uma reação alérgica. Pelo menos é o que demonstrou uma pesquisa* feita em 2003 na Ludwig Maximilians University Munich por um grupo de pesquisadores alemães. A razão para essa relação não é clara e vários fatores podem entrar em jogo, tais como: crianças em lares onde existem pets estão mais expostas a materiais microbianos que podem auxiliar na modulação do sistema imunológico e do epitélio respiratório. 

Segundo o médico João Ferreira de Mello Júnior, coordenador do Departamento de Alergia da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (Aborl-CCF) e livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, não se sabe exatamente a razão pela qual algumas pessoas têm alergia a cães e gatos e outras não. “Há quem tenha maior predisposição genética para se tornar alérgico. Já nos primeiros contatos com os alérgenos, o sistema imunológico se torna ‘sensível’ a eles e passa a produzir um anticorpo, que é uma forma de defesa do organismo contra determinadas substâncias conhecidas como antígenos”, explica. 



Confira esta matéria na íntegra adquirindo o Anuário de Raças.

https://www.revistapulodogato.com.br/loja/anuario-de-racas-2019-2705.html
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.