6 passos para medicar seu felino de maneira eficiente e sem arranhões

27/02/2018 - 09:29

Proporcionando bem-estar a tutores e pets
Valery Kudryavtsev/iStock.com

Valery Kudryavtsev/iStock.com

Bob, um Maine Coon de 2 anos, trava a boca e usa toda sua força para escapar de qualquer tentativa de tomar comprimido ou cápsula, dando um trabalhão à sua tutora Úrsula Brognoli, de Osasco-SP. De tão difícil que é essa tarefa, ela só consegue ministrar medicamentos líquidos ao felino.
Outros gatos, são calmos, como Timão e Rango da tutora Isabel Arnoni de SP. “Foi pura sorte, pois ambos foram adotados da rua já adultos e vieram assim, calminhos”, conta.
Todo gateiro sabe que administrar alguns medicamentos pode não ser uma tarefa fácil, pois felinos são muito espertos e têm olfato e paladar apuradíssimos. Dessa forma, tentar esconder o medicamento na comida nem sempre dá certo. “Gatos possuem paladar mais exigente do que cães, são mais seletivos na hora de escolher a comida”, comenta a veterinária especializada em Medicina Felina, Laila Massad Ribas, de São Paulo-SP. “Eles têm maior dificuldade de aceitar os remédios por via oral pelo grande número de papilas gustativas, o que torna seu paladar bem mais apurado”, reforça o veterinário Eduardo Ribeiro Filetti, de Santos-SP. Mas não fiquem preocupados tutores apaixonados, há formas eficientes e menos traumáticas para medicar seu felino.

Saiba mais adquirindo a edição 123 da revista Pulo do Gato, através do link

http://www.revistapulodogato.com.br/loja

http://www.revistapulodogato.com.br/loja
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.