Bolas de pelo parecem inofensivas, mas não são!

04/10/2016 - 12:56

Fique atento, pois o excesso de pelos no estômago pode trazer prejuízos à saúde do felino
Foto meramente ilustrativa: Stock photo © cyano66

Foto meramente ilustrativa: Stock photo © cyano66

Todo gateiro sabe muito bem que gatos têm mania de limpeza. Para eles, passar o dia todo se lambendo é quase um hobby, eles amam e não deixam uma sujeirinha sequer em sua pelagem macia e sedosa. A lambedura desses gatinhos é tanta que no final da higienização a quantidade de pelos ingerida é muito grande, o que dá origem às famosas bolas de pelos, ou como dizem os veterinários, o tricobezoar. 

A textura áspera da língua dos felinos se assemelha a uma escova que pega os pelos soltos e mortos que vão direto para o estômago do bichano. Normalmente, para se livrar do desconforto, eles vão apenas vomitar a bola de pelos. Ver o gatinho tentando colocar os pelos para fora gera grande aflição nos tutores. Ele se contorce e faz alguns barulhos como se estivesse engasgado e depois de algumas tentativas ele consegue expelir. “A presença das bolas de pelo não é algo grave. Porém, dependendo do tamanho dela e de sua localização, o animal pode apresentar gastrite crônica, emagrecimento, pelagem opaca e até obstrução intestinal”, afirma Vanice Allemand, médica veterinária especializada em clínica de felinos. “Uma vez detectado o problema, o veterinário vai iniciar a investigação com exames complementares, por exemplo, o ultrassom abdominal, e indicar o tratamento mais adequado para a remoção da bola de pelo”, completa. 

Saiba mais adquirindo a edição 106 da revista Pulo do Gato, através do link

http://www.revistapulodogato.com.br/nossas-revistas
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.