Doença renal: um fantasma sempre à espreita

04/08/2016 - 18:29

Problemas que afetam os rins de seu gato são mais comuns do que você imagina, saiba como identificá-los e proteja seu amigo desse mal
Imagem meramente ilustrativa: iStock @ ksushsh

Imagem meramente ilustrativa: iStock @ ksushsh

Como muitos gatos, Charlote nunca foi fã de beber água. A felina, hoje com 10 anos, também demonstrou ser pouco simpatizante da liteira ao decorrer da vida e, há anos, tem dificuldades de urinar. O caso ficou ainda mais sério em 2013, quando ela começou a emagrecer e a vomitar com frequência. Sua tutora, a advogada Luciana Bárbara, de São Paulo-SP, não pensou duas vezes e a levou rapidamente ao veterinário. “Tinha problemas para urinar e já se alimentava com uma ração específica para a doença do trato urinário inferior, que ela já tinha. Porém, após exames de sangue e ultrassom, recebemos uma péssima notícia: ela tinha a doença renal crônica (DRC)”, conta Luciana, que tem mais dois gatos com problemas renais, Boris, de 9 anos , e Catarina, de 7.
 
 
Infelizmente a doença, também conhecida como insuficiência renal crônica, é mais comum do que muitos gateiros e gateiras imaginam. Segundo estudo publicado pelo Journal of Feline Medicine and Surgery deste ano, esse problema é a principal causa de mortalidade entre os gatos que têm 5 anos ou mais.
Perigosa, a doença atinge os rins, órgãos imprescindíveis para a saúde. Eles são como os filtros dos corpos humanos, felinos e de outros tantos animais. Responsáveis por eliminar as substâncias tóxicas por meio da urina, também são essenciais em outros processos do organismo, como na regulação de minerais do corpo, pressão arterial e produção de hormônios. 


 

http://www.revistapulodogato.com.br/nossas-revistas
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.