Gordinho não é sinônimo de saudável

04/07/2016 - 17:17

Alimentos coadjuvantes auxiliam na manutenção do peso de gatos obesos e melhoram a saúde dos diabéticos
iStock @ dennisvdw

iStock @ dennisvdw

Apesar de ser uma delícia chegar em casa e se deparar com aquele felino cheio de gordurinhas em cima da sua cama, o sobrepeso é um problema de saúde muito sério. Assim, é preciso cuidado com a alimentação do gato, mesmo naqueles momentos em que oferecemos petiscos como demonstração de carinho.
A principal consequência da alimentação em excesso é a obesidade. Estima-se que essa doença atinja de 19 a 52% dos gatos, e vem aumentando em todo o mundo. “Tenho um grande número de pacientes felinos gordos e com problemas de saúde relacionados à obesidade. Sabe-se atualmente que o excesso de energia ingerida, aliado ao sedentarismo e a condições metabólicas (castração, por exemplo) pode desenvolver sobrepeso e obesidade”, afirma a médica veterinária especializada em Nutrição de cães e gatos do hospital Pet Care, de São Paulo, Carla Maion. Ela ainda acrescenta que o sobrepeso pode acarretar também diabetes, problemas de pele, articulares, ósseos e urinários, e dificuldades respiratórias e cardiovasculares.
Identificar que um gato está com “sobrepeso” nem sempre é fácil. Veterinários consideram peso 10% acima do ideal como sobrepeso, e obesidade quando ultrapassa de 15 a 20% do peso ideal. Ao olhar para o gato, o dono já consegue identificar que está acima do peso, confira na tabela abaixo.


Saiba mais adquirindo a edição 103 da revista Pulo do Gato, através do link
http://www.revistapulodogato.com.br/nossas-revistas
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.