A procura pelo Sagrado da Birmânia

01/06/2016 - 11:34

Apesar de popular mundo afora, a tradicional raça ainda é pouco conhecida pelos brasileiros; investigamos os motivos
Gatos: Seal point (esquerda) Thor e  seal tabby (direita) Flash  Gatil: Cat Labelle Foto: Marcelo Palmeira

Gatos: Seal point (esquerda) Thor e seal tabby (direita) Flash Gatil: Cat Labelle Foto: Marcelo Palmeira


De beleza singular, o Sagrado da Birmânia atrai a atenção de todos com seus olhos azuis e suas delicadas “luvas” e “botas” brancas. Comportamento dócil e companheirismo são outras qualidades que sobressaem entre tantas outras. Devido a essas características, em diferentes países, a raça se destaca no grupo das mais populares. O mesmo, porém, não acontece no Brasil. Estima-se que o felino tenha aparecido em terras nacionais na década de 1970, no entanto, ele não multiplicou sua quantidade de criadores na mesma proporção que outras raças, como o Maine Coon ou Persa. Por isso, a pergunta que fica no ar é: Por onde anda o Sagrado da Birmânia?


Saiba mais adquirindo a edição 102 da revista Pulo do Gato, através do link

 
http://www.revistapulodogato.com.br/nossas-revistas
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.