6 motivos para você brincar com seu gato

Para muitas pessoas, gatos não são apenas meros membros da família, são como filhos. Alguns, inclusive, mais parecem eternos filhotes e adoram brincar. E já que em outubro comemora-se o dia das crianças, por que não festejar a data com seu bichano? A melhor maneira, com certeza, é divertindo-o. Ainda está em dúvida? Veja então seis motivos que te farão sair agora mesmo do sofá rumo a uma sessão de brincadeiras com seu companheiro felino.

1. Balança sob controle
Exercitar o gato é muito importante para sua saúde e essencial para mantê-lo com o peso adequado. Afinal, as probabilidades de ganhar quilos extras é muito maior entre aqueles que só comem e dormem. E engana-se quem acredita que não tem nada demais o felino tornar-se mais roliço. Não são apenas gordurinhas a mais para você apertar, não mesmo!
“O que acontece com os animais de estimação é muito parecido com o que acontece com seres humanos”, afirma o médico veterinário e professor inglês Alex German, uma das maiores autoridades em obesidade de gatos e cães do mundo. O excesso de peso pode ser extremamente perigoso para o gato e contribuir para o surgimento de algumas doenças, como diabetes mellitus e problemas articulares. “Trabalhar a prevenção ainda é a melhor maneira de promovermos um estilo de vida saudável para gatos e cães”, completa.
O conselho, portanto, é claro e direto: se você quer que seu gato viva feliz e saudável, pratique atividades físicas com ele.

2. Faz parte de sua natureza
Para um gato, quando você brinca com uma varinha de penas ou uma bolinha, não é meramente uma diversão inocente. Na cabeça do seu amigo felino, a atividade torna-se uma simulação de caça. Assim, não é apenas lúdica, mas também estimula seus sentidos primitivos. Oposto de alguns cães, os felinos têm instintos de caça mais vivos, são caçadores por natureza, por isso adoram perseguir uma presa, ainda que seja de mentira.
Brincar, portanto, é uma forma de o animal expressar seus comportamentos primitivos que deixou de praticar ao longo da vida. “Brincar é um comportamento atávico, ou seja, é algo que precisa ser executado como um comportamento específico desses animais. Gatos brincam para treinar habilidades que vão utilizar enquanto adultos”, explica o médico veterinário Carlos Gabriel Dias, do Rio de Janeiro-RJ. “Eles podem não caçar, mas precisam exibir esse comportamento para que não se tornem inseguros ou desestimulados cognitivamente. Para os filhotes então, brincar é ainda mais sério!”, acrescenta.

3. Diminui o estresse
Brincar com o felino é importante para impedir que ele fique entediado e estressado, principalmente com os que passam muito tempo sozinhos. Ajuda a combater a ansiedade e a monotonia. “Gatos que brincam desenvolvem a capacidade cognitiva e ficam mais aptos a lidar com adversidades no ambiente, como mudanças. Também tornam-se mais interessados em vasculhar, pesquisar e interagir com o ambiente como um todo”, salienta Gabriel. Além disso, ao gastar energia, o pet provavelmente se acalmará e dormirá melhor durante a noite, isso significa menos confusões na madrugada. Geralmente, cerca de 20 ou 30 minutos de brincadeira já bastam para o felino se cansar.
Durante as atividades, o tutor também aproxima-se ainda mais do seu gato, estreitando a relação entre ambos.

Confira o resto dessa matéria e muitas outras na edição 106 da revista no link abaixo.

https://www.revistapulodogato.com.br/loja/produtos/2256/edioe-106-oeutubroe-de-2016