Dúvidas sobre doenças felinas

Categoria: Saúde

Autor(a): Jornalismo Top.co | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co | Cidade: Campinas/SP | 06/06/2018 - 14:50

Especialistas esclarecem dúvidas sobre doenças felinas enviadas às nossas redes sociais
igor_kell/iStock.com

igor_kell/iStock.com

Doença renal


Meu gato estava com o que a veterinária achou que eram cristais na bexiga. Ele operou para tirar e a biópsia foi inconclusiva. Tenho medo que volte e eu não saber como agir, já que não sei o que era. Ele tinha 6 anos quando operou e esses cristais cresciam desde seus 2 ou 3 anos. Ele só come ração para gato com problemas renais e não sofre nenhum estresse.

Sha Capell, via Facebook.

Marcy Lancia Pereira: A ocorrência de cristais, que são substâncias microscópicas vistas no exame de urina, pode estar associada a cálculos urinários (urólitos) ou não. No primeiro caso, o médico veterinário pode realizar procedimento cirúrgico ou optar pelo tratamento clínico, de acordo com o tipo de cálculo. Assim, se a cirurgia é realizada, esse(s) urólito(s) deve(m) ser encaminhado(s) para exame para saber de que tipo é (são), por meio de exame qualitativo ou quantitativo, visando buscar estratégias para prevenir novo aparecimento. No caso do seu gato, se ele sofre de doença renal, pode haver predisposição para formar cálculo.

O ideal é fazer uma ultrassonografia para verificar se ele está formando cálculo e realizar os exames laboratoriais que avaliam trato urinário, como urinálise, cultura e antibiograma, além de realizar estagiamento da doença renal crônica e investigar alterações de minerais que possam estar alterados e assim predispor a ocorrência de urólitos.

Gato castrado namora?


Por que gatos, mesmo castrados, ainda acasalam? Tem noites que o Tom dorme fora de casa para ir atrás de gatas.

Elda S. Oliveira, via Facebook.

 

Juliana Cannavan Gil: Elda, em primeiro lugar é importante realizar um exame médico para se certificar de que ele está realmente castrado, para eliminar a possibilidade de criptorquidismo, por exemplo. Alterações hormonais também podem levar a esse comportamento.

Caso o Tom saia exclusivamente para procurar fêmeas, o comportamento de monta pode acontecer mesmo após a castração em situações de frustrações ou ansiedade, pois esse comportamento é reforçador e gera um alívio no gatinho.

A maior parte dos gatos castrados saem à rua para explorar e não apenas para procurar fêmeas. Eles podem estar procurando áreas onde se sintam mais seguros, o que é muito comum em casas com alto número de gatos, podem apenas querer explorar o território ou até mesmo ir para a rua por falta de estimulação ambiental dentro de casa.

Além disso, sair de casa para explorar o ambiente também tem relação com o temperamento. Os que são exploradores, mesmo vivendo em uma casa maravilhosa, se tiverem acesso à rua, vão sair de qualquer forma.

Para diminuir as saídas do seu gatinho, sugerimos implementar uma rotina consistente de brincadeiras e enriquecimento ambiental, principalmente à noite, pois caso ele durma todo o dia ou tenha uma rotina sem interações lúdicas, à noite ele estará cheio de energia para sair e explorar a rua. Essas medidas associadas ao uso de feromônios sintéticos podem aumentar o tempo do seu gatinho em casa!

Gato que não mia!

O Areia José tem um problema desde que o tirei de uma lixeira quando tinha 2 meses de vida e o levei para minha casa. Ele não miava e até hoje continua sem miar. Pensei que fosse mudo, mas os vizinhos me contaram que quando saio de casa ele mia. Gostaria de saber por que ele não mia em minha presença.

Valdenice, mãe do Areia José da Silva, via Facebook.

Juliana: Os gatos se comunicam usando a comunicação visual, olfativa e auditiva. O miado é uma comunicação frequente com humanos e rara entre gatos. O fato de o seu gatinho não miar para você pode estar relacionado à estratégia de comunicação dele, que deve ser baseada em outras formas. Alguns gatos são mais “falantes”, enquanto outros são mais silenciosos.

Se ele mia quando quando você não está poderia não ser um sinal muito positivo, pois as vocalizações podem estar relacionadas ao estresse, cio e até por problemas médicos, como a síndrome da disfunção cognitiva. Sugiro que filme seu gatinho sozinho e procure um veterinário para entender melhor essa vocalização apenas na sua ausência.


Arquivo pessoal/Facebook do Areia Jose da Silva

Areia José não mia, e sua dona acha isso muito estranho
 

Inchaço no mamilo

Minha gatinha de 6 anos está com um pequeno inchaço ao lado do mamilo, tipo uma picada de inseto. Não é duro, é molinho, mas estou preocupada. O que pode ser?

Maira Calmon de Almeida Ferreira Amorim

Cynthia Bergamini: Todo aumento de volume em região de mamas dos gatinhos, especialmente das fêmeas, deve ser levado ao conhecimento do veterinário, para que uma avaliação mais exata seja realizada. Às vezes podemos estar diante de uma reação alérgica, como você menciona, a uma picada de inseto, mas outras situações podem estar presentes, como enfermidades e quadros mais graves como hiperplasia de mamas, ou até mesmo o câncer de mama. Portanto, leve sua gatinha ao veterinário para que ele a avalie e determine o melhor exame a ser feito a fim de investigar com segurança esse inchaço.

Gato com febre e pus

Minha gata, de 6 anos, amanheceu com febre e tinha pus saindo pelo ânus. O que pode ser isso?

Maria Luiza Gonçalves Botelho

Cynthia: Gatos possuem glândulas localizadas na região perianal, responsáveis pela produção de secreções de caráter social (marcação), que apresentam sacos adjacentes. Esses sacos podem apresentar quadro inflamatório e infeccioso, promovendo abscessos com produção de pus, como você notou na sua gatinha. Isso pode ser dolorido e acompanhado de febre e mal-estar. Encaminhe a pet ao veterinário, para que ela possa receber os cuidados necessários. 


releon8211/iStock.com

 

Gato com verme

Resgatei um gato de rua faz uns 20 dias e logo dei uma dose de vermífugo. Ele passou a evacuar os vermes nas fezes desde o dia da aplicação, mas ainda saem vermes. É normal? Tenho que dar outra dose?

Andressa Claudino

Cynthia: O correto seria realizar um exame de fezes para que os vermes fossem identificados e, então, tratados com a medicação adequada. Vermes possuem comportamento biológico e ciclo de vida distintos e, por isso, muitas vezes os reforços na dose são necessários para combater a infestação. Leve-o ao veterinário para que o tratamento seja direcionado. Com isso a chance de assertividade para a cura será bem maior.

Xixi em gotas


Aos 5 anos de idade minha gata começou, há uns 4 dias, a fazer gotas de xixi. A genitália está inchada. Levei ao veterinário, mas ele disse que a bexiga dela está vazia. Ela é castrada. Não sei mais o que fazer.

Julia Arruda

Cynthia: Os felinos são animais que frequentemente podem apresentar doença do trato urinário inferior (DTUIF), com sintomas como urinar fora dos locais de costume, urinar pouco volume em frequências muito aumentadas, urinar com gotas de sangue, tentar urinar sem conseguir produzir volume adequado de urina, entre outros. Esses sinais devem ser levados ao conhecimento de seu veterinário, que realizará exames de urina e de imagem (ultrassom abdominal), bem como avaliação física para que se possa elucidar se ela está apresentando um quadro de cistite.

Confira essa e muitas outras matérias na edição digital gratuita da revista no link abaixo.


http://www.revistapulodogato.com.br/digital/edicao1/

 


Warning: file_get_contents(): php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/topco/public_html/revistapulodogato/admin/inc/pulo.funcoes.php on line 8

Warning: file_get_contents(http://urls.api.twitter.com/1/urls/count.json?url=http://www.revistapulodogato.com.br/materias/ler-materia/235/respostas-a-perguntas-enviadas-via-facebook): failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home/topco/public_html/revistapulodogato/admin/inc/pulo.funcoes.php on line 8

Notícias relacionadas

  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.