Como prevenir bolas de pelos

Categoria: Saúde

Autor(a): Day Carvalho | Colaborador(es): Leila Bonfietti Lima | Cidade: Campinas | 24/06/2013 - 22:23

Ato comum e frequente dos felinos, a lambedura causa problemas digestivos aos bichanos. Fique atento a algumas dicas
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A auto-higienização dos felinos, popularmente conhecida como “banho de gato”, é a responsável por um problema de saúde comum, mas que poucos conhecem: são as famosas bolas de pelos. Os pelos que ficam soltos na pele desses animais podem se acumular no trato digestivo devido às lambeduras.
“Este hábito tão comum consome de 8 a 15% do tempo ativo dos gatos”, informa a veterinária Keila Regina de Godoy.
As bolas de pelos são constituídas por pequenos tufos com formato tubular e possuem cerca de cinco centímetros. Elas irritam a parede gástrica e levam ao processo de vômito. “A presença destes emaranhados pode levar o animal à falta de apetite, apatia e, em casos mais graves, a uma obstrução intestinal”, atenta a veterinária.
Segundo ela, alguns felinos são mais predispostos ao problema. Porém, há formas de se evitar ou diminuir a ocorrência desse desconforto. Como sua formação envolve aspectos comportamentais e crônicos, quando pensamos em prevenção torna-se necessário associar cuidados a três frentes: alimentação, higiene e enriquecimento ambiental.

Cuidados
Atualmente, já estão disponíveis no mercado alimentos para os gatos que oferecem cuidados específicos, com níveis mais elevados de fibras nobres, como a polpa de beterraba e a de aveia, que auxiliam no controle do problema.
Outra maneira eficaz de se prevenir as bolas de pelos é promover a escovação diária dos pelos do bichano, que remove o excesso da pelagem morta, evitando que ela seja ingerida. Os banhos também ajudam, mas o intervalo não deve ser menor que 15 dias, salvo sob orientação veterinária ou por necessidade de tratamento.
E por fim, devido ao fato de que o sedentarismo e o tédio potencializam o hábito de se lamber, o ideal é criar um ambiente que estimule brincadeiras, interação e exercícios físicos. Esse é um cuidado complementar que auxiliará não somente esse problema, mas também a saúde física e mental dos felinos.
 
Fique de olho!
- Pelagem longa: o fato de o pelo ser maior e mais abundante em algumas raças faz com que a bola de pelo se forme rapidamente, neste caso, o vômito é mais frequente em raças como Persa, Maine Coon, Ragdoll, entre outros gatos com pelagem longa ou semilonga, inclusive SRD (Sem Raça Definida).
- Alimentação inadequada: a fibra da dieta é um importante ingrediente capaz de controlar a formação das bolas de pelos, pois é responsável pela “limpeza” do trato digestivo. 

  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.