Meu gato é louco ou é normal ele apresentar esses comportamentos estranhos? Descubra!

Categoria: Felinos

Autor(a): Luelyn Jackymann | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co. | Cidade: Campinas-SP | 03/05/2017 - 14:15

Seu gato derruba objetos? Mia muito para beber água? Essas e outras manias parecem bem estranhas, algumas podem até mesmo indicar doenças, por isso, atenção redobrada!
Foto meramente ilustrativa de: Antonio Henrique Ravazi

Foto meramente ilustrativa de: Antonio Henrique Ravazi

 Você não considera seu gato normal? Já assistiu ele apresentando comportamentos estranhos e se perguntou: "Meu gato é louco ou é normal?" Eu também me faço essa pergunta de vez em quando ao observar meus gatos, o Barbecue e a Valentina, fazerem coisas que não sei da onde tiram. Eu tenho muitos pacientes felinos na clínica; e todo dono de gato sempre tem uma coisa engraçada para contar e me pergunta, ao fim da história, porque seu animal faz isso. Muitas vezes não tenho uma resposta na ponta da língua, mas sempre prometo que irei estudar e descobrir em qual estágio de insanidade se enquadra o dito-cujo. Mesmo assim, algumas atitudes são inexplicáveis; ou podem indicar alguma doença séria. Outras parecem ser somente estranhas ou engraçadas, sem maiores implicações, e indicam só um traço de personalidade do seu bichano.

Muitos gatos adoram tomar água corrente. O Barbecue, meu gato, é um deles. Toda vez que ele sobe na pia do banheiro e mia, eu não resisto e ligo a torneira. Dessa forma, assim que ele miou, eu, prontamente, atendi, e seu comportamento foi reforçado e recompensado. Imediatamente, tornei-me sua escrava, pois muitas vezes nem sede tem, só quer saber se eu ainda sou sua serva. O reflexo condicionado funcionou perfeitamente para mim, que estou bem adestrada e obedeço ao primeiro miado. Está mania, particularmente, depende da complacência dos proprietários, já que os animais, sozinhos, não conseguem ligar a torneira. Se eu parar de atender aos miados, ele também irá perder esse hábito e, ao invés de se suicidar pela privação de líquidos, vai somente voltar a beber de sua vasilha.

Outra curiosidade com relação à água, é que alguns animais bebem da patinha. Ou seja, fazem uma conchinha com a pata e levam até a boca, como se fossem humanos. Este comportamento também é normal, mas se sabe que ele é aprendido ou copiado. Um gato bebeu água na frente do outro desse jeito, e este resolveu imitar.

Já a Valentina, minha gata que mora na clínica, desenvolveu um hábito justo no dia da faxineira, que acabou se estendendo para os 7 dias da semana. Com certeza ela não viu outro jeito de chamar atenção numa hora tão conturbada, onde mal tem lugar para ficar. Resolveu, de uma hora para outra, derrubar canetas que estavam sobre a mesa, no chão. Assim, as canetas caem, e alguém tem que juntá-las, e ela ganha sempre um agrado, inadvertido.

 

Meios de chamar a atenção

 

Recebi um e-mail de uma leitora relatando outro comportamento estranho. O gato de uma senhora tinha o hábito de jogar todos os seus brinquedos dentro do pote de água do cachorro. Estudando um pouco sobre o comportamento ancestral do gato, vemos que eles tendem a transportar alimento para o lugar onde moram e dormem. Então acabam guardando seus pertences mais valiosos perto da comida. É por isso também que sempre trazem ratos, passarinhos e lagartixas que caçam, para cima de nossas camas. Além de ser um “presente” (de grego) e quererem compartilhar a refeição conosco, gostariam que ela estivesse num lugar seguro, para tempos difíceis. Provavelmente o gato e o cachorro dividissem o mesmo pote de água, nesse caso.

Outro cliente me contou que um de seus gatos gosta de dormir sobre a porta da sala quando esta está aberta. Qualquer gato, normal, sempre irá buscar o local mais alto da casa para observar o movimento de um lugar seguro. E por alguma estranha razão, no caso desse gato, a porta da sala pareceu o local mais seguro.

Tem também aqueles gatos que “enterram” o pote de comida, se colocamos uma ração nova, ou alimento do qual não gostam. Eles fazem isso porque associam algo que lhes causa nojo, com seus dejetos. Ou seja, para eles, você está servindo o mesmo que fezes, que devem ser enterradas o mais rápido possível.

Existem inúmeras esquisitices que poderiam ser relatadas nessa coluna e, com certeza, muitos donos reconhecem as mesmas manias nos seus gatos. O importante é entender que elas não representam nenhum perigo ao animal. Salvo, é claro, os hábitos que têm de roer e engolir coisas. Quase sempre se trata apenas de um meio que o gato encontrou de chamar sua atenção e fazer com que você interaja um pouco com ele, ao invés de ficar sentado no computador ou vendo TV. 

 

 

Luelyn Jockymann
Médica veterinária especialista em comportamento de cães e gatos.

luelyn@terra.com.br

 

 

  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.