Banner

Não quero esse remédio!

Categoria: Saúde

Autor(a): Giovana Barbieri | Colaborador(es): Jornalismo Top.Co | Cidade: Campinas/SP | 06/02/2017 - 10:37

Atualmente o mercado pet oferece diferentes meios de ministrar medicamentos em casa sem grandes transtornos
Foto meramente ilustrativa: Stock photo © Manuel-F-O

Foto meramente ilustrativa: Stock photo © Manuel-F-O

Sabe-se que a administração de medicamentos para gatos não é tarefa muito fácil. Esses animais, famosos por serem muito seletivos, costumam mostrar sua insatisfação diante de cápsulas, comprimidos, suspensões e outros remédios com alterações de comportamento, tornando-se mais ariscos e, muitas vezes, agressivos. Como resultado, todo o processo de dar remédios aos pequenos felinos se transforma em uma enorme dor de cabeça tanto para os proprietários quanto para os próprios animais.
 
Facilitando a vida do tutor
As farmácias de manipulação veterinária, por sua vez, vêm apresentando soluções para contornar o problema. Se a resistência dos gatos tem origem nas formas em que os medicamentos são apresentados, por que não alterá-las? Partindo dessa ideia, cápsulas e outros passaram a dar lugar a alternativas mais inovadoras, como biscoitos, pastas, molhos e até mesmo snacks. Saem os remédios tradicionais e entram os medicamentos disfarçados de alimentos. Visando deixar a fantasia ainda mais real, os remédios começaram inclusive a ser preparados com o sabor preferido de cada animal. Bacon, peixe, fígado, picanha e outros sabores entraram de vez no menu veterinário, tornando  assim a administração de medicamentos uma ação mais palatável e prazerosa.
Outra maneira que a manipulação veterinária apresenta para driblar a resistência dos animais é a aplicação do gel transdérmico. Como o próprio nome sugere, a substância nada mais é do que um gel manipulado com a dose exata do princípio ativo indicado pelo médico. Em vez de travar lutas hercúleas com os pobres felinos na tentativa de fazê-los ingerir os remédios, basta esfregar o gel na orelha do animal na forma de massagens. Os fármacos são rapidamente absorvidos pela pele para, em seguida, entrar na corrente sanguínea, sem que o proprietário tenha qualquer contato com o medicamento.
 
Dozes corretas
É importante lembrar também que os medicamentos manipulados vêm exatamente na quantidade determinada pelo médico de acordo com o tempo de tratamento estipulado. Isso acarreta grande economia de dinheiro ao acabar de vez com o desperdício causado pela compra de caixas fechadas de remédios. Também significa extinção de atividades corriqueiras, como cortar cápsulas e pílulas para que sejam ministradas na dose exata. Outro benefício está no fato de que ao optar pela solução manipulada, o proprietário tem em mãos uma fórmula customizada, desenvolvida em plena conformidade com as necessidades do seu animal, o que garante um tratamento muito mais eficiente.
 
A manipulação de remédios veterinários vem para transformar em mito tudo o que sabemos sobre a dificuldade de administrar medicamentos para animais, tornando a prática até mesmo uma atividade agradável. Afinal, que gato não gostaria de tomar o seu anti-inflamatório sabor atum ou receber seu analgésico enquanto é acariciado na orelha?
 

Giovana Barbieri
Farmacêutica especializada em formulações para animais de pequeno porte e equinos. Sócia-proprietária da LigVet - farmácia de manipulação veterinária.