Vira-latinhas: guerreiros e apaixonantes

19/07/2018 - 17:04

Muitas vezes tendo que lutar pela vida desde filhotes, eles superam os mais distintos obstáculos e conquistam os corações dos gateiros
Foto: Jony Faller

Foto: Jony Faller

Assim como muitos gatinhos vira-latas, Tom, que estrela nossa capa, precisou ser forte desde novinho. Quando ainda filhote, com cerca de 10 dias, ele foi encontrado abandonado dentro de uma caixa de papelão, em um terreno baldio. Acompanhado de outros 5 filhotes, apenas ele conseguiu sobreviver. Foi quando surgiu na vida dele a ONG Sou Amigo, que o resgatou. Não demorou muito e o felino encontrou aquela que o salvaria e lhe daria algo extremamente precioso: um lar. A assistente social Patrícia Maria Bueno Mariotti, de Cascavel-PR, buscava por mais um gato e entrou em contato com uma colega que trabalha na ONG. “Moramos em apartamento e decidimos adotar mais um gatinho para ser companheiro do João, nosso outro gato também adotado, e por desejo nosso também”, conta.
 

Junto ao Tom, outro gatinho que foi resgatado na mesma caixa, também lutava para sobreviver, mas não conseguiu. A gateira, que tinha combinado de ficar com um dos dois bichanos, adotou o então pequeno Tom. “O chamávamos de Tonzinho, de tão pequeno que era. Ele foi forte e sobreviveu, um verdadeiro vencedor. Minha colega o trouxe e fizemos para ele uma roupa de meia infantil.”

Leia esta matéria na íntegra adquirindo o Anuário Bem-Estar. Clique aqui!

 


https://www.revistapulodogato.com.br/loja/
  • GUIA DE CRIADORES DE GATOS

Encontre criadores de diversas raças.